Insônia: Descubra o que é, suas causas e como tratá-la mesmo sem dormir 1
30/11/2023

Insônia: Descubra o que é, suas causas e como tratá-la mesmo sem dormir

Por

Infelizmente, ter um sono de baixa qualidade é algo mais comum do que se pensa. De acordo com estudos divulgados pelo Ministério da Saúde, cerca de 72% da população brasileira sofre com algum tipo de distúrbio do sono, como a insônia.

Insônia: Descubra o que é, suas causas e como tratá-la mesmo sem dormir 2

A insônia é caracterizada pela dificuldade em iniciar o sono, em mantê-lo durante a noite ou pela má qualidade do sono. Isso faz com que a pessoa afetada fique virando na cama, tentando dormir, e com a mente agitada.

As causas da insônia podem ser primárias, quando não estão relacionadas a nenhuma doença específica, ou secundárias, quando estão ligadas a outros problemas de saúde. Entre as causas mais comuns estão doenças mentais como depressão e ansiedade, dores crônicas, síndrome das pernas inquietas, doença do refluxo gastroesofágico, doenças respiratórias, desequilíbrio hormonal, uso de medicamentos e hábitos inadequados na rotina, como má alimentação.

Além disso, a insônia também pode ser desencadeada por situações estressantes, como luto, perda de trabalho, mudanças de rotina e conflitos iminentes. Pessoas com traços de personalidade como perfeccionismo e baixa extroversão também têm maior probabilidade de desenvolver a condição ao longo do tempo.

A insônia pode ser classificada em três tipos de acordo com a duração: intermitente, quando ocorre em períodos alternados com noites normais de sono; curto prazo, também conhecida como insônia aguda ou de ajuste, que é um episódio breve de dificuldade para dormir que dura menos de 3 meses; e crônica, quando a pessoa não consegue adormecer ou permanecer dormindo por pelo menos três noites por semana durante três meses ou mais.

É importante procurar ajuda de um profissional de saúde especializado em medicina do sono para investigar as causas da insônia. Neurologistas, otorrinolaringologistas, pneumologistas e psiquiatras são algumas das especialidades que podem auxiliar nesse processo.

Um sono de qualidade adequada é essencial para a saúde em geral. Quando se dorme mal ou não se dorme o suficiente, há diversos problemas que podem surgir. Por isso, é importante buscar soluções para tratar a insônia e garantir uma boa noite de sono.

Você sabia que a falta de sono adequado pode trazer diversos malefícios para a saúde? Problemas como doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, obesidade, depressão, prejuízos ao sistema imunológico, piora de dores crônicas, diminuição da libido e perda de memória podem estar relacionados à falta de uma boa noite de sono.

O sono é essencial para a recuperação e melhora do corpo, tanto a nível físico quanto mental. Quando não conseguimos dormir o suficiente ou nosso padrão de sono é constantemente interrompido, nosso organismo envia sinais de alerta de que algo não vai bem.

Se mesmo com mudanças de hábitos seu sono continuar prejudicado, é recomendado procurar um profissional para investigar as causas da insônia. Essa condição pode ser causada por distúrbios emocionais, como ansiedade e depressão, sendo importante conversar abertamente com um psicólogo para compreender as prováveis causas da insônia e buscar uma solução.

Além do psicólogo, consultar um neurologista, otorrinolaringologista ou pneumologista pode ser necessário, especialmente se já houver diagnóstico de doenças que causam insônia e estão relacionadas a essas especialidades médicas. Esses profissionais também podem solicitar exames como a polissonografia para ajudar no diagnóstico.

A quantidade de horas de sono necessárias varia de acordo com a faixa etária. Bebês entre 4 e 12 meses devem dormir entre 12 e 16 horas, incluindo cochilos. Crianças de 1 a 2 anos devem dormir entre 11 e 14 horas, também incluindo cochilos. Crianças de 3 a 5 anos necessitam de 10 a 13 horas de sono, enquanto crianças de 6 a 12 anos precisam de 9 a 12 horas. Adolescentes de 13 a 18 anos devem dormir entre 8 e 10 horas, e adultos acima de 18 anos devem dormir pelo menos 7 horas por noite.

Para tratar a insônia, é recomendado adotar hábitos saudáveis de sono, buscar ajuda de um psicoterapeuta e utilizar técnicas de relaxamento. O uso de medicamentos deve ser avaliado por um médico, evitando a automedicação.

Além disso, existem algumas práticas que podem ser adotadas desde já para melhorar a qualidade do sono. Evitar estimulantes como nicotina e cafeína, evitar sonecas durante o dia, fazer exercícios regularmente, deitar apenas quando estiver com sono, desligar aparelhos eletrônicos antes de dormir e criar um ambiente propício para o sono são algumas delas.

Lembre-se de que cada pessoa é única e a orientação de profissionais da saúde é fundamental para a obtenção de um sono de qualidade e para tratar problemas de insônia. Mantenha uma rotina de sono saudável e busque o auxílio necessário para garantir seu bem-estar e vitalidade.

Dormir bem é essencial para ter uma vida saudável e produtiva. No entanto, muitas pessoas sofrem com a insônia, o que resulta em dias ruins e falta de energia. Por sorte, existem algumas medidas que você pode adotar para melhorar a qualidade do seu sono.

Uma das coisas mais importantes é estabelecer uma rotina diária, principalmente considerando o horário em que você precisa acordar pela manhã. Criar uma rotina consistente ajudará o seu corpo a entender e se preparar para o momento de dormir.

Técnicas de respiração relaxantes, como a meditação guiada, podem ser bastante benéficas para garantir um sono tranquilo. A prática da meditação antes de dormir pode acalmar a mente e diminuir o estresse, preparando o corpo para um descanso revitalizante.

É importante evitar planejar compromissos e fazer listas de afazeres quando você está tentando dormir. Em vez disso, anote tudo o que precisa fazer em uma agenda previamente organizada. Isso ajudará a liberar sua mente e a se sentir mais tranquilo antes de se deitar.

Outra dica valiosa é consumir chás calmantes, como o de camomila, antes de dormir. Essas bebidas podem ter propriedades relaxantes e auxiliar no sono, ajudando você a ter uma noite tranquila.

A insônia é um problema comum para muitos brasileiros, afetando cerca de 72% da população. Por isso, não hesite em contar com a ajuda de profissionais para recuperar a qualidade do seu sono e, consequentemente, melhorar sua qualidade de vida. No dr.consulta, você tem acesso a mais de 60 especialidades médicas e uma grande variedade de exames, proporcionando uma abordagem completa para cuidar da sua saúde.

Para mais informações sobre distúrbios do sono e insônia crônica, consulte as fontes abaixo:

  • Ministério da Saúde
  • Biblioteca Virtual em Saúde
  • Biblioteca Nacional de Medicina